PIX – PAGAMENTOS E TRANSFERÊNCIAS EM MENOS DE 10 SEGUNDOS

O PIX é uma forma de pagamento instantânea criado pelo Banco Central do Brasil para instituições financeiras com o objetivo de facilitar e agilizar as transferências de valores entre pessoas. Uma nova opção de pagamento, ao lado de TED, DOC e cartões para pessoas e empresas realizarem ou receberem pagamentos. Com o PIX, as transferências são realizadas em menos de 10 segundos, usando apenas aplicativos de celular.

Embora tenha sido criada pelo Banco Central, quem oferece a operação às pessoas e empresas são as instituições financeiras. Ou seja: bancos, meios de pagamento e startups que trabalham para inovar e otimizar serviços do sistema financeiro.

O sistema foi anunciado em fevereiro de 2020 e revolucionou a forma de fazer transferências e pagamentos bancários no país. Com a promessa de ser RÁPIDO, BARATO, MODERNO e ACESSÍVEL a todos, o lançamento teve uma enorme repercussão. Mas como toda inovação, em especial no setor bancário, seu surgimento gerou dúvidas à altura da novidade.

Como o PIX funciona?

A proposta desse novo sistema é ser um meio de pagamento mais seguro, competitivo e rápido. Na prática, suas várias funcionalidades permitem fazer transferências e pagamentos em até DEZ SEGUNDOS, sendo que as transações podem ser efetuadas 24 horas por dia, todos os dias do ano (inclusive nos finais de semana e feriados).

Outra característica é a possibilidade de fazer transferências digitando apenas o número do celular ou CPF da pessoa que irá receber o valor, eliminando a necessidade de digitar todos os dados da conta.

Com o Pix, é possível realizar pagamentos em tempo real a lojas, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais. Além de contas de água e luz e até mesmo recolhimento de impostos.


 

Como são realizadas as transações?

As transações são feitas através de “chaves” (códigos de identificação gerados junto a instituição financeira e identificam a sua conta de forma mais fácil). Estas chaves podem ser vinculadas a sua conta bancária através de CPF, e-mail, celular e uma chave aleatória – qualquer informação que seja única e utilizada para identificar o seu estabelecimento ou outras informações em transações de PIX.

É essa chave que vai permitir que o cliente faça um pagamento via PIX. Ao informar a chave, o sistema irá saber automaticamente para qual conta deve enviar o dinheiro. Não será necessário informar o banco, a agência, o número da conta, CPF e outros dados (como funciona hoje com uma TED, por exemplo).

As chaves podem ser informadas manualmente pelo cliente durante o processo de pagamento, entretanto o mais comum é a utilização de QR Code para identificar ou a chave ou os dados de uma transação. No caso de transações de PIX, usando QR Code, existem dois tipos que podem ser usados: “QR Code Estático” ou “QR Code Dinâmico”:

QR CODE ESTÁTICO: neste caso o QR Code será sempre o mesmo e poderá ser gerado utilizando uma das chaves PIX cadastradas junto à instituição bancária. Sua principal funcionalidade é IDENTIFICAR, através da leitura do código, a instituição e a conta bancária na qual os pagamentos serão efetuados.

Neste modelo, você poderá gerar o QR Code, imprimir e deixar fixado em seu estabelecimento. Assim, o seu cliente poderá ler o código direto no próprio aplicativo bancário e realizar a transação sem ter que digitar toda a chave PIX.


QR CODE DINÂMICO: neste caso, o QR Code é gerado de forma personalizada para cada operação de venda e conterá mais informações além dos dados do estabelecimento, como o valor, CPF do cliente (se informado) entre outros. Não é necessário informar o valor da transação em seu aplicativo, apenas conferir e confirmar a transação.

No sistema Moderniza, a utilização do PIX se dá através da integração com o hub de pagamentos eletrônicos “Shipay”, que possui integração com com outros meios de pagamento eletrônico, como: Picpay, Mercado Pago entre outros.


Pix QR Code ModernizaComo começar a usar o PIX no sistema Moderniza?

O sistema Moderniza permite finalizar suas vendas registrando um meio de pagamento PIX vinculado a contas bancárias. Para isso, é preciso seguir alguns procedimentos, que você pode acessar na íntegra diretamente no portal “conteúdo” – clique aqui. Os passos são os seguintes:

1 – Habilitar o meio de pagamento “Transferência Bancária”;

2 – Cadastrar contas bancárias;

3 – Configurar tipo e conta padrão para transferência bancária (opcional).

Pronto! Após realizar estas configurações, você já pode utilizar o PIX no Sistema Moderniza pelo QR Code Estático. Ee caso deseje o QR Code Dinâmico basta entrar em contato com o departamento comercial da Moderniza para integração com a Shipay. E assim otimizar os meios de pagamento da sua empresa.

E você? Já deu mais esse passo para o futuro da sua empresa? Comenta aqui embaixo o que você acha de mais esse avanço.

Fonte: https://conteudo.moderniza.group/?s=pix

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *